Consumo.
Comportamento / Saúde e Bem-Estar

3 dicas para driblar o consumismo na atual sociedade imediatista

Vivemos em uma sociedade imediatista, que estimula o consumismo e a busca pelo prazer rápido a qualquer custo. É claro que isso tudo é muito prejudicial e pode causar sérios transtornos na vida daqueles que se deixam levar por essas tendências. Mas como driblar o consumismo diante de tantos estímulos?

O terapeuta William Ferraz recomenda três dicas práticas para controlar os impulsos consumistas, melhorar a vida financeira e evitar o acúmulo de coisas que impactam o meio ambiente e a saúde mental. Confira a seguir.

Consumismo.
Consumismo.

1 – Identifique os fatores do consumismo:

Pode estar relacionado à ansiedade, materialismo e à compulsão, por isso, William recomenda que é ideal buscar o desenvolvimento da inteligência emocional para que conhecendo e entendendo o que se sente, a pessoa reformule sua vontade e possa encontrar outras atividades que ocupem o espaço da vontade de comprar.

2 – Trabalhe a autoestima:

Como as compras funcionam muitas vezes como recompensa, estimulando um estado imediato de felicidade, pode haver nessas pessoas alguma tristeza, mágoa ou frustração pessoal. Trabalhar a autoestima pode contribuir para que a compra não seja vista como alívio momentâneo.

3 – Busque atividades que deem prazer:

O incentivo às atividades que aumentem o bem-estar como praticar esporte, iniciar um novo curso, ou fazer trabalhos voluntários é recomendado por William, visto que as pessoas que as escolherem verão que é possível sentir-se mais feliz, realizando atividades diferentes, daquelas de compra e consumo.

Curtiu as dicas? Tem alguma outra sugestão? Deixe seu comentário no fim desta página.


Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *