Trabalhar demais faz mal para a carreira e para a saúde


Trabalhar demais

Trabalhar demais faz mal para a carreira e para a saúde, aponta um estudo da City University, de Londres. Você é um workaholic?

Workaholic

Workaholic é um trabalhador compulsivo, uma pessoa que trabalha compulsivamente. Enquanto que o termo geralmente implica uma pessoa que gosta de seu trabalho, ele também pode implicar que ela simplesmente se sente obrigada a fazê-lo.

A seguir, vamos descobrir porque esse estilo de vida faz mal tanto para a carreira quanto para a saúde.

Veja também: Estudo mostra que trabalhar com amigos aumenta a produtividade.

Trabalhar demais faz mal para a carreira e para a saúde

Os pesquisadores da City University, de Londres, chegaram à conclusão curiosa analisando os efeitos do trabalho excessivo sob dois pontos de vista: o do bem-estar (estresse, fadiga e satisfação profissional) e o dos resultados na carreira (segurança no emprego, reconhecimento e perspectivas de promoção).

Trabalhar demais

Os estudiosos utilizaram dados de mais de 50 mil pessoas de 36 países da Europa, e incluíram variáveis como se o trabalho envolvia mais esforço físico ou intelectual e o quão livre o funcionário é no quesito horários de expediente.

Os resultados da pesquisa

Ficou comprovado que o aumento de esforço no trabalho e estava associado não só à redução do bem-estar, mas também a resultados profissionais inferiores. Isso pode ser observado também em profissões bem remuneradas, ou seja, nas que as pessoas até trabalham duro, mas são recompensadas no fim do mês. O estudo mostra também que os efeitos negativos de se trabalhar muito (como estresse, fadiga e esgotamento) superam o que pode ser obtido ao mostrar serviço à empresa por meio de um esforço extra. Ou seja, no fim de tudo, trabalhar demais dificilmente será benéfico.

É claro que os patrões valorizam os funcionários bons e engajados no trabalho. Mas, para o bem da empresa, e, mais importante, o seu, nunca é bom exagerar.

Algo não está certo no seu emprego? Mostre esse estudo aos seus superiores, faça sua defesa e comprove sua tese!

Confira o estudo aqui (em inglês).

0 Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais: Comportamento