choque térmico
Curiosidades / Saúde e Bem-Estar

Choque térmico. Você sabe o que é?

Choque térmico é a mudança rápida de temperatura do corpo. Ela pode acontecer quando a gente sai do banho quente e vai imediatamente pendurar a toalha no quintal num dia bem frio ou ainda ao brincar embaixo do sol forte e entrar de uma só vez na piscina de água gelada, por exemplo. É interessante saber um pouco mais sobre o choque térmico e o que ele pode causar ao nosso corpo. 

Veja também: 10 motivos para tomar banho frio.

Choque térmico

É muito importante saber que o organismo leva um tempo para se adaptar à temperatura diferente da qual estava acostumado. E isso exige bastante esforço dos vasos sanguíneos e do coração. Quando está quente, as veias estão dilatadas (mais largas). No momento em que a temperatura abaixa de repente, se tornam estreitinhas, dificultando a passagem de sangue. Isso aumenta a pressão sanguínea e o esforço que o coração tem de fazer para levar sangue ao corpo todo. É nessa hora que sentimos tontura e mal-estar.

O contrário também ocorre quando está frio, já que os vasos sanguíneos aumentam de tamanho de uma vez por causa do calor brusco. Nesse caso, porém, ficamos avermelhados e passamos a transpirar rapidamente.

Choque térmico

Paralisia. Pode acontecer?

Você já deve ter ouvido alguém falar que não é recomendado sair na friagem depois do banho quente porque a boca entorta, não é mesmo? A paralisia do rosto – chamada nevralgia – pode acontecer quando a temperatura do corpo muda muito e rapidamente. Existem pessoas com mais tendência do que as outras para tê-la, mas não se sabe ao certo o motivo. A maioria dos casos tem cura, desde que receba cuidados médicos.

A mudança brusca de temperatura causou a condição conhecida como Paralisia de Bell em uma jovem de Curitiba. A jovem paranaense Agata Lopes, de 21 anos, compartilhou sua experiência no Facebook e descobriu centenas de casos parecidos. Confira:

choque térmico

Cuidados

Para evitar o choque térmico, é preciso tomar alguns cuidados. Se for brincar na beira da piscina, represa ou na praia e quiser se refrescar, não mergulhe de uma vez. O organismo vai estar quente e a água, gelada. O ideal é ficar na sombra, molhar aos poucos as partes do corpo e só entrar depois, quando sua temperatura baixar.

Além disso, ficar em ambiente com ar-condicionado ou sair do banho quente e tomar vento gelado pode causar resfriado. Isso acontece porque os pelos do nariz (chamados cílios) – que têm a função de limpar o ar que respiramos ao se movimentarem – paralisam com a mudança de temperatura (de quente para bem frio). Desse modo, não conseguem ‘varrer’ para fora do corpo intrusos, como poluição, bactérias e vírus, que podem provocar doenças.

———————————————

Curtiu o conteúdo? Compartilhe com seus amigos.

 


Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *