Conheça o novo mouse vertical e entenda como ele funciona


Mouse vertical
Foto: Divulgação Logitech

O mouse (recebe este nome por se parecer com um rato) é um periférico que veio para auxiliar o teclado no processo de entrada de dados, principalmente em programas com interface gráfica e comandos por movimentos. Todos conhecemos o mouse convencional, mas você já viu um mouse vertical?

Loading...

A novidade é que a empresa Logitech resolveu inovar e criar um mouse (que não mais se parece com um rato) bem diferente do convencional. O periférico agora funciona na vertical, ao contrário dos mouses convencionais, que são usados na horizontal. Vamos conhecer e saber mais?

Loading...

Veja também: Profissões que devem ser engolidas pela tecnologia, segundo professor da FGV.

Conheça o novo mouse vertical e entenda como ele funciona

Loading...

O modelo se chama MX Vertical e, como o nome já diz, tem o diferencial de funcionar na vertical. Mesmo não sendo totalmente uma novidade, o mouse vertical ainda é bastante raro. Para os não familiarizados, a ideia é que o periférico seja segurado como se estivesse dando um aperto de mão, com os botões posicionados do lado direito, onde os dedos devem repousar.

Mouse vertical
Foto: Divulgação Logitech

Segundo a empresa, o objetivo de um mouse vertical é reduzir o desgaste no punho e no antebraço, já que essa posição é mais cômoda. O modelo da Logitech pesa 135 gramas, mais pesado do que a versão convencional de um mouse, porém, o manuseio mais ergonômico compensa o peso extra, garante a empresa de tecnologia.

Botões extras e novidades

O mouse vertical, além dos três botões que já conhecemos, apresenta mais dois botões personalizáveis do lado esquerdo e outro botão que pode ajustar a velocidade do cursor na tela. Também é possível, através de um aplicativo para desktop, customizar uma série de gestos que funcionam em conjunto com a tecla Fn do teclado. Um exemplo é que você pode pular uma música que está ouvindo movendo o mouse para a direita enquanto segura a tecla.

Conexões

O MX Vertical se conecta a computadores via USB-C, Bluetooth ou pelo receiver USB da própria Logitech, com o qual é possível conectar até seis dispositivos sem fio a uma única entrada USB.

Preços

Quem quer adquirir o equipamento deve saber que ele será lançado em setembro, nos EUA a um preço de $100 (aproximadamente R$400 na cotação atual, fora os impostos).

Análise

Existem outros modelos de mouse verticais à venda em diversos sites, mas esse tipo de periférico ainda não caiu no gosto dos usuários. Agora, com uma grande empresa por trás na fabricação e divulgação, talvez a ideia ganhe mais adeptos. O que você acha? Deixe sua opinião nos comentários no fim do artigo.

——————————————–

Você sabia que um dos culpados das dores nos ombros, nos punhos e nas mãos pode ser o mouse? A seguir, compartilharemos 5 dicas para prevenir ou atenuar essas dores, desenvolvidas pelo Ergotriade, site especializado em engenharia e gestão de ergonomia:

5 dicas práticas para prevenir ou atenuar as dores em ombros e punhos

mouse

As dicas a seguir são exclusivas para o mouse e tratam da manutenção e ergonomia. Se você já desenvolveu algum problema de saúde por conta de movimentos repetitivos ou postura incorreta, deve procurar um especialista.

1. Troque o mouse de mão

O mouse foi feito para que usuários de 8 a 80 pudessem fazer uso sem dificuldades. É possível ajustar (inverter) os comandos para mudar a mão predominante. Uma semana é suficiente para essa adaptação. Você só não deve deixar para mudar ao longo de alguma tarefa importante;

2. Tamanho correto

O tamanho do mouse é muito importante. Aqueles nano mouses, muito pequenos, que são movimentados com as pontinhas dos dedos, não devem ser usados. Procure um mouse que facilite a qualidade de pega, com um tamanho certo para o tamanho da sua mão, nem muito pequeno, nem muito grande;

3. Mouse sem fio

Os mouses sem fio trazem maior liberdade para movimentação sobre o tampo da mesa. É comum os caras do TI prenderem o fio na mesa, ficando curto. Você fica brigando com o bicho, até que desiste e fica com o braço estendido, sem apoio, longe da sua área de alcance;

4. Faça a manutenção regular

Você chegou ao cargo de gerente e o seu mouse ainda é da época do estágio. Se o ratinho já não se movimenta como antes, troque-o, verifique o estado da pilha, a superfície de deslizamento também interfere na facilidade do uso;

5. Pausa e apoio

Independente do que você faça, seu corpo não é uma máquina. Faça pausas regulares ao longo do dia, de 1 em 1 hora ou de 2 em 2 horas, pelo menos. Pequenas pausas, de 5 minutos são suficientes para evitar a fadiga dos músculos envolvidos. Micro pausas com maior frequência em tempos reduzidos são super indicadas. O apoio do braço sobre o tampo da mesa ou o suporte de braço da cadeira também é fundamental.

Seguir essas simples dicas, faz toda a diferença.

Omar Alexandre
fisioterapeuta do trabalho

Momento de descontração: clique nervoso

Algumas pessoas são nervosas e utilizam o mouse como se estivessem manejando uma arma letal. A rigidez nos movimentos e a força desnecessária, além de reduzirem a vida útil do periférico, podem causar problemas como a tendinite.

Você conhece alguma pessoa nervosa que destrói mouses e teclados por onde passa? Se sim, o quadrinho a seguir deve ser compartilhado com ela:

clique nervoso
Fonte: Satirinhas

É claro que gestos mais firmes e cliques que afundam botões não são capazes de melhorar o desempenho da máquina, mas tem gente que acha que é assim que funciona, já que emprega força desproporcional em todos os seus atos.

O quadrinho acima é de um blog de entretenimento que faz parte da nossa rede de conteúdo. Conheça o Satirinhas e os quadrinhos de Altair Fonseca.

Conclusão

O mouse vertical pode ser uma boa novidade e proporcionar melhorias, mas algumas práticas preventivas são fundamentais para uma boa saúde e um bom rendimento no trabalho que envolve tecnologia. Busque sempre informação e, se perceber algum sintoma preocupante, procure ajuda especializada.

Loading...

0 Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais: Tecnologia