Tecnologia

O perigo das mensagens falsas que se espalham no Whatsapp

É interessante saber que pessoas ruins estão em todos os lugares. No whatsapp não seria diferente, né? E é por isso que não devemos acreditar em tudo que vemos na rede social. Infelizmente, muita gente acredita em tudo que lê, e pior, ainda repassa para todos os contatos. Dessa forma um boato ou uma notícia falsa se espalham a uma velocidade incrível! Entenda o perigo:

mensagens-falsas-no-whatsappO whatsapp é um meio muito popular e rápido de transmitir informações para várias pessoas ao mesmo tempo. O problema é que a qualidade e a veracidade dessas informações muitas vezes não são analisadas antes de elas serem repassadas. Você sabe a origem de tudo que você compartilha?

O perigo

Já foi comprovado que muitos hackers estão utilizando as famosas “correntes” para distribuir vírus através de links e arquivos e roubar informações pessoais dos usuários ou prejudicar o aparelho. Que fique claro que o vírus não é transmitido diretamente pelo Whatsapp, mas sim quando você clica em algum link ou baixa algum arquivo. “Compartilhe com 10 amigos e receba algo muito bom” ou “se você não compartilhar, é sinal de que não acredita”. Quando a mensagem termina com frases parecidas, devemos desconfiar, não repassar, não clicar em nenhum link ou baixar arquivos e apagar a mensagem.

O outro grande problema é a disseminação de notícias falsas e boatos que podem criar uma mentalidade errada sobre política, religião e etc. ou até mesmo prejudicar seriamente a vida de pessoas inocentes. Veja um exemplo:

Fonte da notícia: G1.
Fonte da notícia: G1.

O caso acima aconteceu depois que boatos de que uma criança teria sido sequestrada circularam no aplicativo de mensagens. As vítimas foram hostilizadas e agredidas dentro de um carro por uma multidão, que cercou o veículo. O homem e a mulher só foram retirados após a intervenção da Guarda Civil. Uma mulher ainda ateou fogo no veículo vazio. Ela foi presa em flagrante por dano qualificado, segundo a Polícia Civil. O motorista, Luiz Aurélio de Paula, que sofreu ferimentos no rosto, disse que pensou que fosse morrer.

Veja a notícia completa no G1.

E se fosse com você?

Imagine se alguém repassasse insistentemente uma mensagem de que alguém com todas as suas características é um assassino perigoso? Na sua cidade, é possível que muitos te conheçam e não acredite. Mas e em uma cidade vizinha? Imagine ser agredido e linchado por desconhecidos por algo que você não cometeu?

Pense nisso antes de repassar mensagens duvidosas. Todos os dias recebemos várias informações em todos os lugares. Cabe a nós entender, verificar e utilizar em nossas vidas apenas o que for real e benéfico.

Esse post você pode compartilhar com seus amigos sem medo!






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nosso site, você concorda com tal monitoramento
Criado por WP RGPD Pro