olhando para o parceiro
Saúde e Bem-Estar

Olhar para o seu parceiro gera benefícios para a mente

Como é bom amar e ser amado, né? Além de ser muito bom, diversos benefícios para a saúde acontecem com quem está amando. Por exemplo, olhar para o seu parceiro gera benefícios para a mente. Vamos saber mais?

Veja também: Você sabia que existe um hormônio do amor?

olhando para o parceiro olhando para o parceiro

O estudo publicado pela Newswise mostra diversos benefícios de estar apaixonado.

Especialistas de bem-estar sexual na Loyola University Health System apontam que:

“Apaixonar-se faz com que nosso corpo libere uma inundação de produtos químicos de bem-estar que desencadeiam reações físicas específicas”, disse Pat Mumby, PhD, co-diretor da Clínica Loyola de Bem Estar Sexual e professor do Departamento de Psiquiatria e Neurociências da Universidade Loyola – Escola de Medicina Chicago Stritch (SSOM). “Este elixir interno do amor é responsável por fazer nossas bochechas ficarem vermelhas, nossas palmas suarem e nossos corações baterem acelerados.”

Os níveis dessas substâncias, que incluem dopamina, adrenalina e norepinefrina, aumentam quando duas pessoas se apaixonam. A dopamina cria sentimentos de euforia, enquanto adrenalina e noradrenalina são responsáveis ​​pelo coração bater mais forte.

Exames de ressonância magnética indicam que o amor ilumina o centro de prazer do cérebro. Quando nos apaixonamos, o fluxo sanguíneo aumenta nessa área, que é a mesma parte do cérebro envolvida em comportamentos obsessivo-compulsivos.

“O amor reduz os níveis de serotonina, que é comum em pessoas com transtorno obsessivo-compulsivo”, disse Mary Lynn, DO, co-diretor do Loyola Clínica Bem-Estar Sexual e professor assistente do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia, SSOM. “Isso pode explicar por que nos concentramos em pouco mais que nosso parceiro durante os primeiros estágios de um relacionamento.”

Mas atenção

Os médicos alertam que essas reações físicas ao amor podem atuar contra nós.

“A frase ‘o amor é cego’ faz sentido. Tendemos a idealizar o nosso parceiro e ver apenas coisas que queremos ver que nos primeiros estágios do relacionamento,” disse o Dr. Mumby. “Estranhos podem ter uma perspectiva muito mais objetiva e racional sobre a parceria do que as duas pessoas envolvidas.”

Existem três fases de amor, que incluem luxúria, atração e apego. A luxúria é uma fase guiada por hormônios onde experimentamos o desejo. O fluxo sanguíneo para o centro do prazer do cérebro acontece durante a fase de atração, quando sentimos uma fixação esmagadora por nosso parceiro. Esse comportamento desaparece durante a fase de fixação, quando o corpo desenvolve uma tolerância aos estimulantes do prazer. Endorfinas e hormônios vasopressina e ocitocina também inundam o corpo nesse ponto, criando uma sensação geral de bem estar e segurança, que é propícia para uma relação duradoura.


Comentários

Verna Miosek
17 de agosto de 2018 at 03:05

Post muito bacana. Eu acabei de localizar o teu blog e gostaria de falar que de fato os seus artigos são ótimos. Abraço.

https://vivendocertocomsaude.com/como-parar-de-fumar-definitivamente/



7 de março de 2019 at 21:40

Que poste muito show!

Sou consultora da Rede Natura Online, tem muito promoção neste mês para a mulherada! Veja como é facil comprar com muito descontos, visite meu site que quero me aprensentar,

Basta Clicar no Link Abaixo!

http://bit.ly/perfumes-natura

Bjuss.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *