Saúde e Bem-Estar

Como evitar o chulé?

É interessante saber que o chulé é um problema que atinge várias pessoas. O nome pode ser engraçado mas a situação não é nem um pouco. O chulé tira o ânimo e abala a autoestima de qualquer pessoa. Viajar e dividir o quarto com os amigos é complicado, usar o vestiário da academia causa vexame e mesmo experimentar um calçado novo antes de comprar é desagradável.

chuléO site Minha Vida fez uma matéria com dicas de dois dermatologistas: Carla Albuquerque, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, e Celso Garrete, da Clínica New.

Por que o chulé acontece?

Cientificamente chamado de bromidose plantar, o chulé é causado pelo excesso de suor na planta dos pés. O problema é agravado pela falta de higiene, que leva à proliferação de bactérias e fungos. O suor excessivo também pode estar relacionado a doenças como hipertireoidismo, diabetes e obesidade.  O odor é resultado da ação de bactérias e fungos.

Meias

As meias feitas com material sintético, como poliéster e náilon, fazem o pé transpirar mais. O ideal é usar meias de algodão e trocá-las diariamente.

Sapatos

Tente não repetir o mesmo calçado em dias seguidos. O ideal é, no mínimo, expor os sapatos ao sol depois de usar. O calor seca o suor, diminuindo as bactérias e os fungos.

O uso contínuo de sapatos fechados de borracha ou de plástico, além de meias sintéticas, facilitam a produção de suor e impedem a ventilação dos pés. Por isso, é melhor evitá-los se você tem tendência a ter chulé.

Talcos e sprays

Os talcos próprios para os pés podem ser grandes aliados no tratamento contra o chulé, porque absorvem a umidade e podem conter substâncias antissépticas.

Existem alguns sprays e talcos antiperspirantes ou antibacterianos, para serem usados nos pés após o banho, que podem auxiliar na hora de tratar o problema. Eles agem diminuindo o suor e eliminando as bactérias que causam mau cheiro nos pés.

Homens sofrem mais com o problema

Qualquer pessoa, independente da idade ou do sexo, pode ter esse mau odor nos pés. Mas, os homens jovens e de meia-idade são mais frequentemente acometidos porque o hormônio testosterona pode determinar uma maior transpiração nos pés. Além disso, os homens usam mais sapatos fechados, o que aumenta as chances das bactérias e fungos se proliferarem. As mulheres também podem ser atingidas pelo chulé, no entanto em menor número porque elas costumam utilizar sandálias abertas e trocam os sapatos com maior frequência do que os homens.

Dicas para acabar com o chulé:

  •  Após o banho, secar bem os pés e entre os dedos (o que evitará também as frieiras).
  •  Evitar calçados fechados no verão porque eles aumentam a temperatura e a transpiração.
  •  Usar sapato com meias limpas e, de preferência, as de algodão que absorvem melhor o suor.
  •  Não ande descalço em pisos úmidos (banheiro coletivo, sauna e lava-pés).
  •  Use seu próprio material para cortar as unhas.
  •  Não use os mesmos sapatos todos os dias.
  •  Exponha os calçados ao sol.

_______________________________________

Conhece alguém que sofre com esse problema? Mostre esse artigo e tente ajudar.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *