Descubra como cuidar da pele após os 60 anos
Saúde e Bem-Estar

Descubra como cuidar da pele após os 60 anos

Confira 9 dicas para cuidar melhor da pele após os 60 anos e que ainda contribuem para uma maior disposição física e bem-estar emocional!

A melhor idade chega com mudanças hormonais, físicas e emocionais e, com isso, é preciso conhecer como se cuidar melhor após os 60 anos, garantindo mais saúde, disposição e vitalidade nessa fase.

Um dos pontos de atenção são os cuidados com a pele após os 60 anos, principalmente entre as mulheres que são mais vaidosas e sentem incômodos com o aprofundamento dos sinais da idade.

Para amenizar essa insatisfação é possível adotar uma série de bons hábitos e cuidados que contribuem na aparência da pele, mas também influenciam o bem-estar e a saúde. Confira!

9 dicas para cuidar da pele após os 60 anos

Os cuidados com a pele após os 60 anos ajudam a amenizar os sinais da idade e prevenir o envelhecimento cutâneo, mas algumas técnicas podem até mesmo reverter marcas incômodas, como rugas, sulcos e flacidez. Veja a seguir!

9 dicas para cuidar da pele após os 60 anos
Fonte da imagem: Pexels.

1. Invista em banhos mais frios

A água quente aprofunda o ressecamento da pele que pode ser mais intenso após os 60 anos. Dessa forma, recomenda-se investir em banhos mornos ou mais frios e reduzir o tempo debaixo do chuveiro.

Outra dica é evitar buchas e esfoliações, pois essas técnicas mais invasivas reduzem o manto hidrolipídico que protege a pele e garante a retenção de água.

2. Mantenha-se ativa

O sedentarismo é um inimigo da pele bonita e saudável em todas as épocas da vida e não seria diferente na terceira idade. A falta de atividades aumenta a flacidez corporal e reduz ainda mais a disposição de colágeno e elastina.

Dessa forma, faça atividades físicas regularmente, sempre considerando as recomendações médicas específicas para uma prática saudável e segura.

3. Use hidratante diariamente

O hidratante corporal é um aliado para quem tem a pele mais ressecada, o que é comum de acontecer em pessoas com mais de 60 anos.

A recomendação é aplicar o hidratante em todo o corpo diariamente após o banho, preferencialmente com a pele um pouco úmida para facilitar a absorção dos compostos.

4. Beba bastante água

O consumo adequado de água diariamente é sinônimo de saúde e de pele bonita. Caso o corpo tenha uma reserva limitada de água ela será destinada às funções mais importantes do organismo e a hidratação da cútis será deixada de lado.

Dessa forma, beba água todos os dias, sendo que a recomendação é beber 0,35ml de água por kg corporal. O consumo deve acontecer mesmo se não estiver com sede.

A água não pode ser totalmente substituída, mas se tiver dificuldade para ingeri-la é possível também ingerir frutas com bastante água (como melancia), tomar água de coco ou chás.

5. Tenha uma alimentação saudável

A alimentação saudável é essencial para uma reserva adequada de nutrientes, o que influencia todo o corpo, a saúde física, mental e também da pele.

Ingira quantidades apropriadas de frutas, legumes, verduras, óleos magros (azeite, peixes, oleaginosas e outros) e fibras.

6. Proteja os lábios

Apesar de nem sempre receber muita atenção, os lábios são indicativos da hidratação do organismo e da pele e, principalmente no inverno, eles têm tendência a ressecar e até rachar.

A recomendação é usar um protetor labial, com proteção solar, diariamente. Uma opção é usar outro composto para os lábios antes de dormir.

7. Reduza a exposição ao sol

Com a pele mais sensível após os 60 anos é essencial reduzir à exposição solar, especialmente os períodos de maior incidência como entre as 10h e 16h. Além disso, invista sempre em um protetor solar que deve ser reaplicado a cada 3 horas.

Caso esteja de férias, busque ficar em locais com sombra, sempre com água fresca à disposição e se protegendo do sol com acessórios extras, como óculos de sol e chapéu. 

8. Invista nos antioxidantes

Os antioxidantes contribuem no combate aos radicais livres que causam o envelhecimento e morte celular. Eles podem ser encontrados em alimentos e incluem substâncias como os carotenóides da cenoura, o resveratrol da uva e a vitamina C da laranja e acerola.

Outra dica é usar dermocosméticos com antioxidantes, como com vitamina C , que intensifica a proteção do protetor solar e reduz a ação dos radicais livres sobre a pele.

9. Recorra às cirurgias plásticas

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) foram realizadas 1,7 milhão de cirurgias no Brasil em 2018, sendo 60% para fins estéticos.

A cirurgia plástica também é uma opção para pacientes com mais de 60 anos que desejam o rejuvenescimento facial, por exemplo. Nesses casos, pode ser recomendado o lifting facial que permite remover o excesso de flacidez e rugas, suavizando as expressões faciais.

Entre os homens dessa faixa etária, a blefaroplastia é uma cirurgia comum, pois visa remover o excesso de pele e flacidez da sobrancelha que, além de causar desconforto estético nos olhos pode prejudicar a visão.

Para realizar uma cirurgia plástica após os 60 anos é essencial conversar com um cirurgião plástico de confiança, com experiência e membro da SBCP. Após os exames iniciais será possível definir se a paciente está apta a esse tipo de tratamento.

Referências:

Saúde Abril e Saúde Estadão.






Comentários

29 de dezembro de 2020 at 19:21

Nossa nunca parei pra pensar nisso.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *