Lâmpada.
Curiosidades

Como funciona uma lâmpada e qual é a sua história?

Conheça os tipos de lâmpada e descubra qual é o melhor modelo para determinado ambiente.

As lâmpadas estão na lista dos objetos essenciais do nosso dia a dia.  Sua presença é tão comum nos ambientes de trabalho, estudos, em ruas, praças e casas, que a gente só se dá conta da importância quando elas queimam ou quando falta energia.

Você já parou para pensar sobre como funciona uma lâmpada e qual é a história desse objeto? Confira as informações que compartilharemos a seguir.

Veja também:

Um pouco de história

Graças aos estudos e à mente brilhante do inventor Thomas Edison, em 1879, a lâmpada foi criada. A primeira versão desse objeto consistia em uma cápsula de vidro dentro da qual filamentos de tungstênio eram aquecidos por uma corrente elétrica.

Thomas Edison
Thomas Edison.

O aquecimento atingia um determinado grau até ser capaz de gerar luz. E assim nascia a primeira lâmpada incandescente da história. Ao acompanhar os experimentos de Thomas Edison, Nicolas Tesla, funcionário do inventor, criou a primeira lâmpada fluorescente.

Ele se valia de gases inertes, como argônio, para serem ionizados e, assim, gerar luz. As lâmpadas fluorescentes de Tesla apresentaram maior rendimento em comparação com as de Edison.

E foi esse motivo que fez com que a lâmpada de Tesla fosse escolhida para promover a iluminação da Feira Mundial de Eletricidade em Chicago. Claro que isso gerou certo desentendimento entre os dois, mas isso não vem ao caso.

O que importa é que, com o avanço da tecnologia, a lâmpada passou por várias modificações. Atualmente, encontramos no mercado uma série de modelos e características que atendem necessidades específicas de cada ambiente.

Principais tipos de lâmpadas

Hoje em dia, existem diversos tipos de lâmpada que podem ser usadas em distintas situações. Não é à toa que essa variedade gera dúvidas em relação ao modelo correto que comprar.

Para saber qual modelo escolher, você precisa conhecer a função de cada uma e para que ela é indicada. Confira as especificações abaixo dos modelos disponíveis no mercado para não ter erro na hora de adquirir o melhor para a situação desejada.

Lâmpada incandescente

Esse modelo é o mais antigo do mercado. A lâmpada incandescente é indicada para residências e comércios. Ela também serve para iluminar eletrodomésticos, como fogões e geladeiras.

Se você deseja saber como funciona uma lâmpada incandescente, tem que ter em mente sua eficiência luminosa, que costuma ser de 15 lm/W. Esse número indica que sua eficiência é relativamente baixa.

O tempo de vida útil desse tipo de lâmpada, geralmente, é de 1000 horas. Sua luz é amarelada e emite calor, o que implica em um consumo de energia elevado.

Lâmpada fluorescente

Ela é também conhecida como lâmpada eletrônica e é capaz de gerar de 50 a 80 lm/W, o que faz com que sua taxa de eficiência seja alta. As lâmpadas fluorescentes podem durar mais de 10 mil horas.

Seu consumo de energia é baixo e elas podem ser encontradas em 3 modelos: tubular, compacta eletrônica e compacta não integrada. O que diferencia um do outro, basicamente, é o tamanho.

A lâmpada fluorescente pode apresentar cores brancas, azuladas e amarelas. Na hora da compra, para se certificar da cor que está sendo adquirida, basta verificar na embalagem a unidade Kelvin (K).

Quanto maior for essa unidade de medida, mais alta será a temperatura de cor e mais clara será a tonalidade da luz. As tonalidades branca e azulada são ideais para iluminar ambientes de trabalho, cozinha e áreas de serviço.

Em contrapartida, aquelas mais amareladas são ótimas para deixar o ambiente mais aconchegante e tranquilo. Por isso, elas são mais indicadas para salas, quartos e ambientes de descanso.

Lâmpada halógena

Ela é bem parecida com o da lâmpada incandescente. A diferença é que, no caso da lâmpada halógena, sua composição conta com o halogêneo. Ela é capaz de recuperar o calor libertado e reduzir a necessidade de eletricidade para manter o ambiente iluminado.

Esse tipo de lâmpada costuma ter uma vida útil de, aproximadamente, 4000 mil horas. O rendimento pode chegar a 25 lm/W. No mercado, você encontrará modelos variados e diversos tamanhos.

A lâmpada halógena pode ser usada para uma variedade de aplicações, principalmente em situações que demandam uma claridade constante com controle do facho de luz. Não é a toa que ela é utilizada em sets de cinema e em contextos em que é preciso destacar objetos.

Lâmpada de LED

A lâmpada de LED é considerada o modelo mais atual disponível no mercado. Sua tecnologia é capaz de converter energia elétrica diretamente em energia luminosa. A desse modelo conta com pequenos chips incorporados.

A grande procura pela lâmpada de LED pode ser justificada por sua vida útil que é de, aproximadamente, 25 mil horas. O consumo baixo também é outra vantagem desse modelo.

Para você ter uma ideia do poder das lâmpadas de LED, 10 W iluminam o mesmo que uma lâmpada incandescente de 60 W. Isso gera uma economia de 80% no consumo.

Saber como funciona uma lâmpada de LED é fundamental para você ter certeza do que está comprando. Geralmente, ela é utilizada para iluminar ambientes residenciais e comerciais.

Seu preço é mais elevado em comparação aos outros modelos, mas o custo-benefício acaba compensando o valor investido.  Por fim, é importante que você saiba que a lâmpada de LED polui menos o ambiente.

Lâmpada de descarga

Esse tipo de lâmpada funciona a partir da condução de uma corrente elétrica em um meio gasoso. Existem variados modelos de lâmpadas de descarga no mercado. A principal diferença entre eles diz respeito ao tipo de gás utilizado.

Os gases mais comuns são os multivapores metálicos, vapor de mercúrio, vapor de sódio e lâmpadas mistas. Todos os modelos contam com um consumo de energia relativamente baixo e são encontrados em tamanhos pequenos.

A luz produzida é altamente brilhante, o que possibilita a iluminação de grandes ambientes.  Geralmente, a lâmpada de descarga é utilizada em vias públicas. Ela também é muito útil para iluminar grandes lojas, galpões e fábricas.

Agora você já sabe como funciona uma lâmpada e quais são os principais tipos que estão à venda. Na hora de comprar, leve em consideração o melhor custo-benefício, a necessidade do ambiente que será iluminado e os elementos estéticos de cada modelo.

Ah, e se na sua empresa ou estabelecimento que trabalha, houver um gerador de energia não se preocupe. As lâmpadas funcionam da mesma maneira e o consumo é o mesmo. 

Autor

Católico Apostólico Romano, Publicitário, funcionário público, ilustrador e blogueiro. Apreciador de quadrinhos, artes e tudo o que pode transformar vidas para melhor. Acredita que fé em Deus, conhecimento, troca de informações e experiências podem ajudar a construir um novo mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *