teoria das janelas quebradas
Comportamento / Curiosidades

Entenda a teoria das janelas quebradas

É interessante saber que a teoria das janelas quebradas é muito difundida e sua ideia central já foi tema de vários livros, filmes, palestras e rodas de conversa. Mas o que exatamente quer nos dizer essa teoria e como podemos tirar proveito desses ensinamentos para melhorar nossa sociedade? É o que veremos no artigo de hoje. 

Veja também: Descubra quem foi Mark Twain e saiba mais.

Entenda a teoria das janelas quebradas

A imagem a seguir, vem acompanhada de um breve resumo que ajuda a entender o que realmente quer dizer a teoria das janelas quebradas. Acompanhe:

Entenda a teoria das janelas quebradas

As bases dessa teoria foram estabelecidas na escola de Chicago por James Q. Wilson e George Kelling. Com alguns exemplos práticos, podemos perceber como a falta de cuidado em qualquer situação, vai estimulando uma reação em cadeia de grandes proporções.

Os exemplos a seguir são trechos do livro Fixing Broken Windows: Restoring Order and Reducing Crime in Our Communities de George L. Kelling e Catherine Coles:

“Considere um edifício com algumas janelas quebradas. Se as janelas não forem reparadas, a tendência é que vândalos quebrem mais janelas. Após algum tempo, poderão entrar no edifício e, se ele estiver desocupado, torna-se uma “ocupação” ou até incendeiam o edifício.”

OU

“Considere uma calçada ou passeio no qual algum lixo está acumulado. Ao longo do tempo, mais lixo é acumulado. No final das contas, as pessoas começam a deixar lá seus sacos de lixo.”

Uma estratégia de êxito para prevenir o vandalismo, dizem os autores do estudo, é resolver os problemas quando eles são pequenos.

A teoria faz duas afirmações principais: que o crime de pequena escala ou comportamento antissocial é diminuído, e que o crime de grande escala é, como resultado, prevenido.

Conclusão

Que tal levarmos essa teoria para nossos pequenos hábitos da vida? Ao termos cuidado com diversas áreas e demonstrarmos apreço pelo que realmente importa, podemos também criar uma reação em cadeia positiva onde vivemos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *