Usar óculos de sol falsificados é perigoso
Moda / Saúde e Bem-Estar

Usar óculos de sol falsificados é perigoso e você precisa entender o motivo

Em dias ensolarados, além de dar aquele toque especial no visual, os óculos de sol são importantes para proteger os olhos dos danos causados pela exposição ao sol. Pensando apenas na questão de design, muitas pessoas se arriscam ao adquirir peças falsificadas, que imitam modelos de marcas famosas, mas que não possuem a proteção contra raios ultravioleta (UV) recomendada pelos especialistas.

Veja também:

O preço

Com preços bastante atrativos, os modelos falsificados são praticamente idênticos aos originais, exceto por uma coisa: a qualidade. Segundo a Associação Brasileira de Indústria Óptica, cerca de 30% dos óculos produzidos durante o ano no país são ilegais ou piratas, ou seja, a maior parte desses óculos não protegem satisfatoriamente os olhos dos raios UV. Será que a saúde dos seus olhos não vale o investimento?

Óculos escuros
Fonte: Asim Alnamat, Pexels.

O perigo dos óculos falsos para os olhos

A oftalmologista Carolina Carneiro explica que o grande perigo de usar óculos de sol falsificado é o fato de ele tirar a proteção natural dos olhos contra o excesso de luz. Quando expostos à claridade, a pupila, entrada natural de luz no olho, se fecha. Esse é um ajuste do organismo para controlar a entrada de luminosidade.

“Quando colocamos um filtro escuro na frente do olho, estamos inibindo esse mecanismo. Ele mantém a pupila mais aberta do que o adequado para aquele ambiente, deixando o olho desprotegido. Assim, a luz entra em quantidade maior, ocasionando vários problemas na visão”, explica. “Em um ambiente muito claro, com bastante sol, é melhor não usar nenhum óculos do que uma peça falsificada sem proteção para os raios ultravioletas (UV)”, enfatiza a especialista.

Doenças

É muito arriscado usar óculos de sol falsificados, que com o tempo, podem comprometer a saúde dos olhos. Entre as doenças oculares mais comuns ocasionadas pela exposição excessiva ao sol sem a proteção adequada, há as agudas (ocasionadas por exposições isoladas), como a queimadura de retina, e as alterações crônicas (por exposição contínua), como o pterígio (crescimento de tecido conjuntival sobre a córnea), os tumores de pálpebra e de conjuntiva, o amadurecimento precoce de um dos tipos de catarata e a Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI).

Pterígio
Pterígio. Fonte: Advision.

Se o paciente tiver alguma lesão de pele na pálpebra, precursora de câncer, a exposição contínua dessa lesão ao sol pode levar ao aparecimento do tumor de pele. “Ou seja, além de proteger os olhos, os óculos solares também protegem a pálpebra. Isso justifica ainda mais a importância do uso do acessório, desde que ele tenha a proteção adequada contra os raios UV”, completa a oftalmologista.

Como escolher bons óculos escuros?

Além das questões estéticas, é fundamental que os óculos escuros ofereçam também proteção aos seus olhos. Para isso, peça sugestões ao seu oftalmologista sobre o melhor óculos para você, além de verificar se o acessório realmente possui o certificado de qualidade. 

óculos escuros originais
Fonte: Ali Pazani, Pexels.

Lojas que vendem tanto óculos normais quanto escuros devem possuir o certificado de cada produto. Separe as marcas de boa procedência e invista nelas, sem dúvidas. O valor dos óculos de qualidade costuma ser um pouco mais alto se comparado aos falsificados, e vale a pena, afinal, estamos falando de um produto de qualidade que não afetará a saúde dos seus olhos e ajudará na sua proteção.

Autor

Católico Apostólico Romano, Publicitário, funcionário público, ilustrador e blogueiro. Apreciador de quadrinhos, artes e tudo o que pode transformar vidas para melhor. Acredita que fé em Deus, conhecimento, troca de informações e experiências podem ajudar a construir um novo mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *