comida ultraprocessada
Curiosidades / Saúde e Bem-Estar

Estudo mostra que pessoas comem mais rápido e engordam com comida ultraprocessada

As comidas rápidas são uma grande realidade nesse mundo apressado em que vivemos. A ideia de juntar o máximo de sabor, em pouco tempo, num lanche apetitoso pode parecer tentadora, mas não é muito saudável. O estudo que você conhecerá hoje foi o primeiro a conectar o ganho de peso com o consumo de alimentos que passam por diferentes processos industriais.

O que são os alimentos ultraprocessados?

São alimentos que passaram por técnicas e processamentos com alta quantidade de sal, açúcar, gorduras, realçadores de sabor e texturizantes. Estes alimentos possuem um perfil nutricional danoso à saúde. Por serem hiperpalatáveis, ou seja, acentuam muito sua palatabilidade ou aceitação pelo paladar da maioria da população, danificam os processos que sinalizam o apetite e a saciedade e provocam o consumo excessivo e “desapercebido” de calorias, sal, açúcar, etc.

Descobertas sobre a comida ultraprocessada

Uma importante pesquisa mostra que consumir alimentos ultraprocessados faz com que as pessoas comam mais e engordem com mais facilidade. Esse grupo de comidas compreende produtos que tendem a passar por uma série de etapas de fabricação ao serem produzidas e contêm ingredientes que resultam da fabricação industrial de alimentos, como óleos hidrogenados, xarope de milho rico em frutose, agentes aromatizantes e emulsificantes.

comida ultraprocessada
Comida ultraprocessada.

O estudo foi feito em pequena escala, mas seus resultados apontaram para suspeitas que os especialistas já tinham há algum tempo. “Esse é o primeiro estudo a demonstrar a causalidade — os alimentos ultraprocessados ​​fazem com que as pessoas comam muitas calorias e ganhem peso”, disse Kevin D. Hall, membro da pesquisa, de acordo com o EurekAlert.

No experimento, 20 voluntários foram divididos em dois grupos: um que consumiu alimentos ultraprocessados e o outro, não. As pessoas do primeiro grupo comeram mais rapidamente, ingeriram cerca de 500 calorias a mais por dia e engordaram entre um e dois quilos no período, se comparadas com quem teve uma dieta menos industrializada.

“Precisamos descobrir que aspecto específico dos alimentos ultraprocessados ​​afetou o comportamento alimentar das pessoas e os levou a ganhar peso”, afirmou Hall. “O próximo passo é projetar estudos similares com uma dieta ultraprocessada reformulada para ver se as mudanças podem fazer com que o efeito da dieta sobre a ingestão de calorias e o peso corporal desaparecem.”

Mesmo que os estudiosos ressaltem que o consumo de alimentos menos processados seja melhor para a saúde, eles compreendem que manter hábitos mais naturais é também mais difícil. “Temos que estar conscientes de que é preciso mais tempo e mais dinheiro para preparar alimentos menos processados”, relatou o especialista.






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nosso site, você concorda com tal monitoramento
Criado por WP RGPD Pro