eu odeio a comic sans
Curiosidades

Comic Sans, uma fonte que (quase) todos odeiam

Sou funcionário público e na última semana recebi um edital de processo seletivo todo feito com a “amada” fonte Comic Sans. Essa falta de noção das pessoas quanto ao seu uso me levou a pesquisar sobre a fonte, e o resultado dessa pesquisa é este artigo.

O surgimento

Desenhada pelo designer da Microsoft Vincent Connare, a Comic Sans surgiu com o objetivo de ser uma forma mais adequada de ilustrar os balões de fala do Microsoft Bob, uma interface gráfica do Windows 3.1 que era voltada para o público infantil.

A fonte Comic Sans iria substituir o uso da Times New Roman neste programa. (Fonte da imagem: Reprodução/Microsoft)
A fonte Comic Sans iria substituir o uso da Times New Roman neste programa. (Fonte da imagem: Reprodução/Microsoft)

Vincent Connare percebeu que a fonte usada nos balões de fala do cachorro Bob era a Times New Roman (muito formal e séria) e decidiu criar uma alternativa mais “simpática” (ou cômica como o nome já diz) para o público daquele programa. Surgiu assim, em 1994, a Comic Sans, uma fonte que imita aquelas usadas em revistas em quadrinhos e que também contém elementos da escrita à mão.

A Comic Sans acabou não entrando na versão final do Microsoft Bob, mas conseguiu algo ainda melhor: um espaço no Windows 95, e desde então aparece em todas as versões do sistema operacional da Microsoft, ganhando até cópias em outros sistemas operacionais, como o Mac OS X. Mesmo com essa fama, a fonte é vista como a mais odiada do mundo.

Por que ela é tão odiada?

O principal pelo qual essa fonte é tão detestada é o seu uso indiscriminado mesmo quando uma alternativa melhor poderia ser utilizada. A fonte “engraçadinha” e informal é utilizada muitas vezes em situações totalmente inadequadas, como documentos oficiais, troféus, fachadas, comunicados e etc. 

Carros, logotipos, cartões e muito mais: essa fonte está por todas as partes (Fonte da imagem: Flickr/Comic Sans Group)
Carros, logotipos, cartões e muito mais: essa fonte está por todas as partes (Fonte da imagem: Flickr/Comic Sans Group)

A Comic Sans acabou sendo banalizada e o seu uso original — histórias em quadrinhos e interfaces infantis — foi sendo cada vez mais deixado de lado. Este grupo no Flickr, por exemplo, mostra exemplos de uso da Comic Sans nos mais diversos locais nos quais ela não deveria estar, como a pintura de carros, letterings de programas de TV, documentos e até um site do Vaticano.

Troféu da Supercopa da Espanha e embaixada da Austrália usando Comic Sans (Fonte da imagem: Flickr/Comic Sans Group)
Troféu da Supercopa da Espanha e embaixada da Austrália usando Comic Sans (Fonte da imagem: Flickr/Comic Sans Group)

Onde a Comic Sans é bem-vinda?

Segundo várias associações e grupos que tratam sobre a dislexia, o uso de Comic Sans ajuda a leitura para pessoas com graus moderados dessa condição. Isto é, pessoas disléxicas possuem mais facilidade para ler textos que forem escritos em Comic Sans, devido justamente à aparência da fonte e ao seu espaçamento.

Para qualquer outra necessidade, pense bem na fonte que vai usar, já que existem milhares de outras opções na internet para que seu trabalho agrade o público.






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *