cachorro abraço
Curiosidades

Por que meu cachorro não gosta de abraços?

É impossível que um tutor não tenha pelo menos uma vez tentado abraçar seu cachorro. Impossível. Nosso amor é tamanho que precisa transbordar e nós humanos só sabemos demonstrar amor assim: abraçando e enchendo de beijos. Porém, se você já fez isso talvez não tenha tido uma boa reação. Você sabe por que isso acontece?

Um estudo publicado pelo psicólogo Stanley Coren afirma, desde seu título, que você não deve abraçar seu cachorro. Nunca. Isso porque, segundo uma grande série de 250 fotografias aleatórias de pessoas abraçando seus cães, 82% deles demonstravam sinais de fuga, ou seja, a vontade do peludinho de simplesmente sair correndo dali.

Segundo o pesquisador, cachorros têm instintivamente ações e funcionamento rápidos, ou seja, têm a necessidade de estar sempre livres para, caso algo dê errado, eles possam sair correndo. Ao abraçar um cão, você o está bloqueando e o prendendo. Assim, ele se sente sem capacidade de reagir em uma situação de perigo. Logo, seu maior desejo acaba ser se libertar e é normal que ele esperneie, vire o focinho e se mexa até sair dessa situação estressante.

O que posso fazer para demonstrar todo meu amor?

É muito importante reforçar sempre seu vínculo com seu pequenino porque cachorros sentem amor e também precisam sentir-se amados, seguros e acolhidos. Ou seja, não lhe cause medo, estresse ou ansiedade – tudo o que o abraçar pode causar. O ideal é conversar com ele, fazer carinho com calma, escovar seu pelo, brincar com ele, jogar a bolinha para ele pegar… as opções são infinitas!

Tá, mas eu quero muito abraçar meu cachorro! Tem jeito?

abraçando cachorros
Cão incomodado com abraço

Tem sim, para tudo na vida há um jeito, mas é preciso calma e seguir alguns passos importantes. Primeiro, você deve se aproximar devagar, com calma e fazendo movimentos suaves para não o assustar. Vá conversando com ele, puxando uma conversinha suave e deixe que ele cheire a palma da sua mão aberta. Então, finalmente sente-se ao seu lado e vá fazendo carinho como sempre faz. Caso ele seja um cão resgatado, que tenha muito medo das suas mãos, convém dar-lhe algum petisco ou premiação neste momento para que ele comece a associar seu carinho a algo bom. Então, quando sentir que ele está confiante e feliz, passe seu braço por cima de suas costas e o abrace com amor, sem apertar. Curta o momento e seja feliz!

Lembre-se sempre que seu amigo confia em você, porém, ele também tem seus limites e você deve respeitá-los sempre. Assim, é possível desenvolver uma relação de amor e afeto saudável e feliz, sem que ninguém fique assustado ou sinta medo ao tentar contato – tanto ele quanto você. Compreendeu? Tenho certeza que sim!


Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *