Raios atingem mais homens do que mulheres.


É interessante saber que raios atingem mais homens do que mulheres. Mas por que isso acontece?

homens-são-mais-atingidos-por-raios-do-que-mulheresUm estudo realizado Elat (Grupo de Eletricidade Atmosférica), ligado ao Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) mostrou que raios matam mais homens do que mulheres. 5% deles são atigindos em casa.

Os números:

A análise foi feita no estado de São Paulo por um período de 9 anos. Foram 230 mortes no período: 196 homens e 34 mulheres. A maioria das vítimas (60%) tinha entre 25 e 59 anos. Crianças de até 14 anos e idosos com mais de 60 foram a minoria (12%, na soma).

O motivo:

Homens adultos estão mais expostos por exercerem mais atividades ao ar livre, como o futebol e a agropecuária, diz coordenador da pesquisa.

O Elat também identificou que a agropecuária foi a principal atividade relacionada a esse tipo de ocorrência. Do total de mortos, 20% eram trabalhadores rurais que recolhiam animais ou manipulavam ferramentas como enxada e facão no meio de plantações.
As mortes em campos de futebol vêm na segunda posição, com 15%, mesmo índice dos óbitos devido à proximidade da vítima com meios de transportes (aviões, carros, na carroceria de caminhão, sobre motocicletas, bicicletas e cavalos).
O levantamento mostra que, mesmo dentro de casa, existe o risco de morrer atingido por um raio. Morreram nessa condição 5% das vítimas. Outros 2% foram atingidos quando falavam ao telefone.

Informações importantes:

De acordo com o coordenador do Elat e da pesquisa, Osmar Pinto Junior, pessoas em lugares descampados têm mais chances de serem atingidas. É mito que homens altos são mais suscetíveis aos raios. A falta de informação em relação aos raios e à maneira de se proteger deles contribuem para os incidentes. A maioria dessas mortes poderia ser evitada se as pessoas tivessem mais informações.

________________________________________

Com informações de Folha.

Comente com seu Faceboook:


sobre Altair Fonseca

Publicitário, funcionário público, ilustrador e blogueiro. Altair é apaixonado por quadrinhos, artes, curiosidades e tudo de bom que pode ser apreciado. Acredita que conhecimento, troca de informações e experiências podem ajudar a construir um mundo melhor.