Será que você escreve certo? Veja os erros mais comuns cometidos na internet.


É interessante saber que na internet e em textos informais, as pessoas utilizam várias gírias e abreviações. O que não pode é a pessoa escrever errado achando que está certo. É comprovado que vários homens e mulheres perdem o interesse em conversas na internet com excesso de erros de português. O vício do erro também deve ser evitado para que não ocorra em áreas importantes fora das redes sociais, no trabalho, por exemplo. Vejamos as falhas mais comuns cometidas na internet:

erros-que-as-pessoas-cometem-ao-escrever

1 – agente x a gente.

O “agente” é só aquele da Polícia Federal ou do FBI. Quando queremos usar “a gente” no lugar de “nós”, devemos escrever separado “a gente”. 

Exemplos:

A GENTE precisa conversar.

Saiu o edital do concurso para AGENTE da Polícia Federal. 

2 – mais x mas.

Devemos usar o “mais” com “i” quando queremos dar a ideia de quantidade e adição. Essa palavra tem o mesmo significado de “+”. Se queremos argumentar, fazer oposição ou restrição, devemos usar a palavra “mas”, que é uma conjunção.

Exemplos:

Escrevo muito errado. Preciso ler e estudar MAIS.

Queria sair MAS não tenho dinheiro. 

3 – fasso.

Essa é feia, mas vemos muito por aí. A palavra “fasso” não existe e muito menos sua irmã “faso”. Não FAÇA isso com a língua portuguesa! O correto é “faço”, com “ç”, que é uma flexão do verbo “fazer”.

Exemplo:

FAÇO minha parte. Você faz a sua?

4 – concerteza.

COM CERTEZA você já viu alguém errar essa palavra por aí. A palavra “concerteza” não existe. O correto é “com certeza”, separado e com a letra “m” e não “n”.

Exemplo:

COM CERTEZA não vou mais errar essa palavra.

5 – abençõe.

Muita gente acaba confundindo porque a palavra “bênção” leva o til, mas “abençõe” não existe. A palavra correta é “abençoe”. Flexões do verbo abençoar são sempre sem acento.

Exemplo:

Deus te ABENÇOE se você não usa o til nessa palavra.

6 – mim ajuda.

Você deve conhecer alguém que fala como índio, né? A galera que usa “mim ajuda” faz parte desse time e está escrevendo errado. O correto é “me ajuda”, “me faça um favor”, “me diga”. MIM não faz nada. Nunca use esse pronome antes de qualquer verbo. EU digo, EU vou,  EU faço. Nada de mim!

Exemplo:

Mãe, ME AJUDA na lição de casa?

7 – menas x menos. meia x meio.

“Menos” é um advérbio que não sofre flexão de gênero, ou seja, nunca passa para o feminino. Por isso, “menas” não existe e não importa se a palavra que vem depois é feminina.

Exemplos:

MENOS gente, MENOS ansiosa, MENOS chata. 

“Meio” também não varia quando usado como advérbio. “Meio” significa um pouco, mais ou menos. Já a palavra “meia” significa metade (numeral).

Exemplos:

Estou MEIO chateado porque ela não veio.

Marcamos de nos encontrar nove e MEIA. 

8 – em baixo x embaixo.

As duas formas existem. Mas a que mais utilizamos, é o advérbio “embaixo” (junto), que significa “sob alguma coisa”. Já “em baixo” é usado quando a palavra “baixo” tem sentido de adjetivo (contrário de alto).

Exemplo:

O copo caiu EMBAIXO da mesa.

Ele estava EM BAIXO astral ontem. 

9 – excessão.

Tente decorar: o certo é “exceção“. Primeiro com X, depois com C e então Ç no final. Decore X, C, Ç e só preencha com as outras letras E-X-C-E-Ç-Ã-O.

10 – as veses.

“As veses” não existe. O correto é “às vezes”, que tem crase no “A” e é escrito com “Z” e depois “S”.

Exemplo:

ÀS VEZES é bom dar uma conferida se você está escrevendo certo.

11 – afim x a fim.

Tá rolando a paquera né? Então o correto é dizer que está “a fim” da pessoa. O “afim” (junto) é substantivo masculino e indica afinidade.

Exemplos:

Meu amigo disse que está A FIM de você.

Vocês podem dar certo porque têm interesses AFINS.

12 – nada haver x nada a ver.

A expressão correta é “nada a ver“, que significa “não ter relação com”.

Exemplo:

Não tem NADA A VER escrever nada haver!

13 – porisso.

“Por isso” é sempre separado, mas tem muita gente que escreve junto.

Exemplo:

É POR ISSO que fizemos esse artigo!

14 – derrepente.

Essa expressão é uma locução adverbial que nunca se escreve junto. O correto é “de repente”.

15 – começei.

A regra do “ç” é: não acompanhar as vogais “e” e “i”. Então o correto é “comecei”, com “c” apenas.

________________________________________

E aí? Conhece muita gente que comete alguns desses erros ou todos eles? Todos eles eu duvido, mas compartilhe com seus amigos para vermos mais gente escrevendo corretamente por aí.

 

Comente com seu Faceboook:


sobre Altair Fonseca

Publicitário, funcionário público, ilustrador e blogueiro. Altair é apaixonado por quadrinhos, artes, curiosidades e tudo de bom que pode ser apreciado. Acredita que conhecimento, troca de informações e experiências podem ajudar a construir um mundo melhor.

Loading...